ESCUMA DE ESGOTO PARA A PRODUÇÃO DE BIODIESEL: UMA ALTERNATIVA AMBIENTALMENTE ADEQUADA

Autores

  • Hilquias Sabino Barros Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN http://orcid.org/0000-0001-8198-650X
  • Luiz Di Souza Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
  • Anne Gabriella Dias

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v8e12019429-444

Palavras-chave:

Aproveitamento Energético, Disposição Final, Gerenciamento de Resíduos.

Resumo

O cenário brasileiro de gestão e gerenciamento dos resíduos sólidos tem demonstrado o quanto os empreendimentos empresariais necessitam de apoio técnico para a disposição final dos resíduos. Nessa perspectiva, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) foi elaborada para dar suporte aos procedimentos legaise de disposição final ambientalmente corretosdos resíduos. A produção de biodiesel aproveitando o material lipídico presente nos resíduos de esgoto é uma alternativa viávelque agrega valor aos rejeitos,já que o torna matéria-prima de uma importante fonte energética. Neste trabalho,foi realizada a síntese de biodiesel a partir da escuma de esgoto, do que foi obtido rendimentos deaproximadamente 19% com taxas de conversão de aproximadamente 82% de biodiesel, a partir de reações in situ de escuma de esgoto previamente seca. Diante dos resultados obtidos foi possível concluir que essa é uma alternativa viável conforme os objetivos da PNRS

Biografia do Autor

Hilquias Sabino Barros, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

Graduado no curso superior de tecnologia em Petróleo e Gás pela Universidade Potiguar-Campus Mossoró-RN. Especialista em Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável pela Universidade Potiguar-Campus Mossoró-RN. Mestre em Ciências Naturais pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte e pós graduando em Educação Ambiental e Geografia do Semi-Árido pelo IFRN. Integrante do grupo de pesquisa em Química Ambiental da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais da UERN. Experiência como docente no Programa Nacional de acesso ao Ensino Técnico e Emprego-PRONATEC, pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte-IFRN, Campus Mossoró/RN. Trabalhei com análises físico-químicas e biológicas da águas e como Auditor Interno da Qualidade e Meio Ambiente na Mineração São Francisco LTDA. Apodi-RN. Realizou estágio na Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte-CAERN, estudando o potencial energético da matéria orgânica do esgoto, para a produção de biogás. Membro da comissão de gestão e manejo dos resíduos sólidos da CAERN

Luiz Di Souza, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

Possui graduação em Engenharia Industrial Química pela Faculdade de Engenharia Química de Lorena (1987), mestrado (1992) e doutorado (1996) em Ciência e Engenharia dos Materiais pela Universidade Federal de São Carlos Atualmente é professor adjunto 4 do departamento de química e membro efetivo do mestrado em Ciências Naturais (MCN) da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Polímeros, na área ambiental com pesquisas em monitoramento da qualidade da água e energia na área de , nanomateriais, síntese de novos catalisadores heterogêneos para produção de combustíveis e na área de síntese e controle de qualidade de combustíveis. Tem 18 trabalhos publicados em periódicos internacionais e dezenas de trabalhos publicados em periódicos e sítios de circulação nacional e cerca de 400 trabalhos publicados em anais de eventos científicos da área de química ou correlata. Participa de projeto de extensão que monitora a qualidade das água do Rio Grande do Norte (programa água azul) e como consultor de assuntos ambientais do Ministério publico local. Também atua na área de educação em química desenvolvendo ações que facilitem a aprendizagem pelo uso de técnicas que utilizam as artes cênicas (teatro cientifico) e na formação continuada de professores de química.

Anne Gabriella Dias

Professora da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte . Atualmente desenvolve trabalhos com biocombustível, catálise voltada para processos ambientais e ensino de química. Participa como docente permanente do Programa de Pós graduação em Ciências Naturais da UERN

Downloads

Publicado

2019-04-04

Edição

Seção

Artigos