GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO: EXPERIÊNCIAS INTERNACIONAIS, NACIONAIS E NO MUNICÍPIO DE BELO JARDIM/PE

Autores

  • Jailson de Arruda Almeida UFPE

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v7e12018467-485

Palavras-chave:

Resíduo sólido. Educação ambiental. Gestão de resíduos. Instituição de ensino.

Resumo

Este artigo objetiva analisar referenciais teóricos sobre a gestão de resíduos sólidos em instituições de ensino, abordando a questão legal que envolve a temática, algumas experiências internacionais e brasileiras e, neste contexto, identificar os resíduos sólidos gerados, o seu gerenciamento e as iniciativas desenvolvidas em escolas da Rede Pública Estadual do município de Belo Jardim/PE. O estudo foi realizado a partir de pesquisa bibliográfica e de campo. A coleta dos dados se deu a partir de questionários e os resultados demonstraram que: os resíduos sólidos gerados nas escolas são bastante diversificados; o seu gerenciamento atende a padrões ambientais e sanitários seguros; e que iniciativas precisam ser otimizadas e adotadas pelas escolas.

Biografia do Autor

Jailson de Arruda Almeida, UFPE

Graduado em Administração, pela Universidade Federal de Pernambuco (2012). Especialista em Gestão Ambiental, pela Faculdade Internacional Signorelli (2013) e em Gestão Pública, pelo Instituto Federal de Pernambuco (2015). Mestre em Gestão do Desenvolvimento Local Sustentável, pela Universidade de Pernambuco (2016). E-mail: jailsonaalmeida@hotmail.com

 

Downloads

Publicado

2018-02-19

Edição

Seção

Artigos