AVALIAÇÃO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL EM DUAS OBRAS SITUADAS EM UM MUNICÍPIO DO INTERIOR POTIGUAR

Autores

  • Maisa Dantas Silveira Cruz Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Gerbeson Carlos Batista Dantas Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Sileide de Oliveira Ramos Universidade Federal Rural do Semi-Árido

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v8e22019612-625

Palavras-chave:

Construção Civil, Resíduos Sólidos, Gerenciamento de Resíduos Sólidos.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo avaliar o sistema de gerenciamento de resíduos de construção civil em duas obras no município de Currais Novos, Estado do Rio Grande do Norte. A realização deste trabalho foi em três etapas: inicialmente foi feito um levantamento das obras em execução no município e o plano municipal de gerenciamento dos resíduos urbanos por meio da análise documental de dados públicos municipais; em seguida, foi visitado e aplicado entrevista em duas obras, com seus respectivos responsáveis locais; em seguida, foi realizada a observação dos processos realizados no canteiro de obras. Quanto aos resíduos gerados, a maioria são resíduos de Classe A e B, tais como, argamassa, concreto, gesso, madeira, cerâmica branca, tijolos. Quanto ao volume, a Construtora A gera 27 m³/mês dos quais, 14,85 m³ de Classe A, enquanto a Construtora B gera 30 m³/mês, sendo 15m³ de Classe A. Quanto à coleta, as construtoras dispõem de acondicionamento em caçambas estacionarias, entretanto, sem a devida sinalização, distribuição espacial e identificação. O transporte se dá por caminhões terceirizados. Quanto ao tratamento, apenas a Construtora B apresentou alguma alternativa, entretanto, bastante incipiente. A destinação final é realizada no lixão municipal. Por fim conclui-se que as construtoras e o município devem traçar estratégias de resolutividade no tocante o gerenciamento dos resíduos da construção civil.

Downloads

Publicado

2019-06-28

Edição

Seção

Estudos de Caso