SISTEMA DE COBERTURA FINAL DE UM ATERRO SANITÁRIO PARA A RMB DE BELÉM-PA COM EMPREGO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

Autores

  • Rafaele Freitas de Oliveira Universidade Federal do Pará (UFPA).
  • Risete Maria Queiroz Leão Braga Universidade Federal do Pará (UFPA).

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v6e32017573-596

Palavras-chave:

Resíduos de Construção Civil, Balanço Hídrico, Aterro Sanitário.

Resumo

A viabilidade técnica do aproveitamento dos resíduos de construção em obras geotécnicas, no caso de aterros sanitários, poderá ser uma solução ambientalmente sustentável, porque além de reduzir a exploração de recursos naturais contribuirá com os problemas de disposição final desse tipo de resíduo. A presente pesquisa propôs o emprego de Resíduos da Construção Civil (RCC) como material alternativo em substituição aos materiais convencionalmente empregados, tais como britas, rachões e etc. em sistemas de cobertura final de aterros sanitários, com aplicação de um modelo de balanço hídrico proposto por Koerner e Daniel, 1997, adaptado de Thorntwaite e Mather, 1957 para um aterro hipotético na Região Metropolitana de Belém – RMB-Pará. Os resultados apontaram que o emprego de RCC como material alternativo aos convencionalmente utilizados se apresentou satisfatoriamente à necessidade de drenagem do sistema de cobertura final, tanto para a camada de drenagem como para a camada de coleta de gás. 

Downloads

Publicado

2017-11-09

Edição

Seção

Artigos