A IMPORTÂNCIA DA ARBORIZAÇÃO NAS CIDADES E SUA INFLUÊNCIA NO MICROCLIMA

Autores

  • Clebio Rodrigues Pinheiro Pós-graduando em Gestão e Educação Ambiental pelas Faculdades Montenegro, Petrolina-PE
  • Danilo Diego de Souza Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v6e1201767-82

Palavras-chave:

Urbanização, planejamento ambiental, arborização urbana

Resumo

O crescimento desordenado das cidades tem comprometido a qualidade de vida dos seus habitantes, com o distanciamento do homem da natureza e a ausência desta em meio à paisagem edificada. O conforto ambiental, a qualidade de vida física e mental parecem não fazer parte do planejamento e avanço horizontal das áreas urbanas, cada vez mais complexas com seu incessante crescimento demográfico. A importância do contraste dos ambientes construídos com o ambiente natural, como efeito psicológico de bem estar, entre outros, não tem entrado nesta conta, em lugares que tem se tornado cada vez mais nocivo à saúde pública. As cidades, principalmente as maiores, convivem em meio a um temporal de hostilidade ambiental representada pela poluição em suas diversas faces.  Dessa forma, o presente trabalho buscou através de pesquisa bibliográfica evidenciar a importância da arborização e sua influência climática na qualidade de vida das pessoas, enfatizando o conforto ambiental e térmico no ambiente urbano. A arborização urbana proporciona inúmeros benefícios às cidades, como benefícios ambientais, estéticos, sociais, econômicos, e dentre os aspectos ambientais tem papel importante na melhoria das condições climáticas locais, proporcionando um conforto ambiental. No entanto, muitas cidades precisam se adequar e incorporar na sua gestão ambiental projetos ou programas de arborização para obtenção de um ambiente urbano mais agradável em todos os aspectos.

Biografia do Autor

Clebio Rodrigues Pinheiro, Pós-graduando em Gestão e Educação Ambiental pelas Faculdades Montenegro, Petrolina-PE

Licenciado em Geografia pela UPE, Campus Petrolina. Pós-graduando em Gestão e Educação Ambiental pelas Faculdades Montenegro, Petrolina-PE.

Danilo Diego de Souza, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano

Biólogo pela UPE, mestre em Botânica pela UFRPE e especialista em Tecnologia Ambiental e Sustentabilidade nos Territórios Semiáridos pelo IF Sertão-PE

Downloads

Publicado

2017-05-10

Edição

Seção

Artigos