A UTILIZAÇÃO DO SISTEMA CONDOMINIAL DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO COMO POLÍTICA PÚBLICA PARA UNIVERSALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO COM REDES DE ESGOTOS: O EXEMPLO CLÁSSICO DO DISTRITO FEDERAL.

Autores

  • Solange Mara Scaramussa Unisul
  • Jairo Afonso Henkes

DOI:

https://doi.org/10.19177/rgsa.v3e12014310-339

Palavras-chave:

Saneamento Básico. Sistema condominial de esgotos. Esgotamento sanitário. Universalização do saneamento.

Resumo

O esgotamento sanitário no Brasil foi negligenciado durante muito tempo e apenas nas últimas décadas o tema começou a ser tratado com maior responsabilidade pelos gestores públicos. Embora o Governo Federal tenha disponibilizado uma quantidade maior de recursos para o setor, trata-se ainda, de quantia insuficiente para se atender toda a demanda necessária para se levar o Brasil à condições satisfatórias com relação ao saneamento básico. O sistema condominial de esgotos pode ser utilizado como uma alternativa mais econômica para a universalização do saneamento básico em todo o Brasil, tendo como ponto de partida o modelo implantado no Distrito Federal,onde as taxas de atendimento com redes de esgotos às famílias superam os noventa por cento. O objetivo desse trabalho foi realizar uma pesquisa, principalmente na bibliografia,para verificar se a utilização do sistema de esgotamento sanitário condominial pode ser utilizada como política pública de universalização ou difusão do esgotamento sanitário no Brasil. Tomando-se como ponto de referência a sua aplicação no Distrito Federal, poderia melhorar os índices de atendimento com esgotamento sanitário em outras comunidades do país, ainda não contempladas com esse tipo de serviço.

Biografia do Autor

Solange Mara Scaramussa, Unisul

Acadêmica do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental – Unisul Virtual.

 

Jairo Afonso Henkes

Professor do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental e do Programa de Pós Graduaçãoem Gestão Ambiental da Unisul. Mestre em Agroecossistemas. Especialista em Administração Rural.E-mail:

Downloads

Publicado

2014-05-28

Edição

Seção

Estudos de Caso