EDUCAÇÃO ESCOLAR QUILOMBOLA: CURRÍCULO E CULTURA AFIRMANDO NEGRAS IDENTIDADES

Autores

  • Maria Anória de Jesus Oliveira Universidade do Estado da Bahia. Rua Silveira Martins, 2555 Cabula 41150000 - Salvador, BA - Brasil
  • Rosemary Martin

DOI:

https://doi.org/10.19177/prppge.v8e132014189-202

Palavras-chave:

Educação quilombola, Currículo, Cultura, Identidade.

Resumo

O presente texto aborda a educação escolar destinada às comunidades descendentes de quilombos (a educação escolar quilombola), tendo em vista o papel das escolas frente ao processo de ressignificação cultural vivenciada por tais comunidades.  Objetiva-se, portanto, evidenciar a necessidade de implantação de um currículo voltado para a construção e/ou afirmação identitária das mesmas, considerando-se as contradições entre a construção identitária étnico-racial brasileira e a experiência histórica de negação dos diferentes modos de vida. Para a realização desse estudo efetivamos a pesquisa bibliográfica e nos norteamos em fundamentações oriundas do campo da crítica cultural e áreas afins. Esperamos, por meio da reflexão a ser realizada, destacar o papel social das referidas comunidades, evidenciando a necessidade e urgência de as instituições escolares transcenderem a visão meramente eurocêntrica, de modo a incluir e valorizar as diferenças socioculturais aqui existentes.

Biografia do Autor

Maria Anória de Jesus Oliveira, Universidade do Estado da Bahia. Rua Silveira Martins, 2555 Cabula 41150000 - Salvador, BA - Brasil

Possui graduação em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1995) e Especialização em Literatura (PUC-SP). Mestrado em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia (2003) e doutorado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba (2010), com bolsa sanduiche/CAPES (Moçambique). Atualmente é docente - Programa de Mestrado em Crítica Cultural, da Universidade do Estado da Bahia/UNEB, professora Adjunto/efetiva da mesma instituição. Tem participado de eventos nacionais e internacionais (no Brasil), na área de pesquisa, com experiência e publicações em livros e periódicos na área de Letras e Educação, cujas ênfases são: Literatura brasileira e moçambicana, educação antirracista. Atua, principalmente, com seguintes temas: Literatura infanto-juvenil brasileira e moçambicana, formação de educadores/as para as relações etnicorraciais, racismo, antirracismo, educação (Lei 10.639/03).

Rosemary Martin

Professora da rede estadual de ensino da Bahia e Coordenadora Técnico-pedagógica na Secretaria Municipal da Educação de Alagoinhas. Licenciada em História pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB), especialista em Educação Infantil pela UNEB e mestranda em Crítica Cultural pela UNEB. Linha de pesquisa 2 - Letramento, Identidade e Formação de Professores. Orientanda da Profª Drª Maria Anória de Oliveira.

Downloads

Publicado

2014-06-16