LIGA BRASILEIRA CONTRA O ANALPHABETISMO E SUA CRUZADA EM PROL DA LEITURA: UMA ANÁLISE DISCURSIVA

Autores

Palavras-chave:

Discurso, Promoção da leitura, Liga Brasileira contra o Analphabetismo

Resumo

Este artigo empreende uma análise de discursos de promoção da leitura em textos que circularam na mídia impressa nacional, no início do século XX, em que se apresentam o projeto e as atividades da Liga Brasileira contra o Analphabetismo, fundada em 1915. A enunciação das ações e projetos da Liga indicia tanto discursos então vigentes sobre a leitura e os leitores brasileiros, quanto representações compartilhadas acerca do incentivo dessa prática. O objetivo é o de descrever algumas dessas representações da leitura e de seu fomento que orientam a ação dos idealizadores da Liga. Para tanto, apoia-se em princípios da Análise do discurso e da História cultural da leitura. Além do consenso que ainda perdura sobre o déficit permanente de leitura dos brasileiros, constata a remanência do discurso proselitista de sua promoção, assumida por essa instituição como uma “cruzada santa”.

Biografia do Autor

Simone Garavello Varella, Laboratório de Estudos da Leitura - UFSCar

Mestre e Doutora em Linguística pelo PPGL-UFSCar, especialista em análise do discurso da leitura, pesquisadora do LIRE - Laboratório de Estudos da leitura (CNPq-UFSCar).

Luzmara Curcino, Universidade Federal de São Carlos

Professora no Departamento de Letras e no Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de São Carlos – UFSCar. Coordena o LIRE - Laboratório de Estudos da Leitura. Dedica-se, em suas pesquisas, à análise de discursos sobre a leitura na atualidade.

Downloads

Publicado

2022-06-23