NÃO TEM CABIMENTO: A NEGAÇÃO NO PROCESSO DE SUBJETIVIDADE DE SUJEITOS GORDOS.

Autores

Palavras-chave:

Discurso, Corpo, Subjetividade, Gordo, Resistência

Resumo

Com base nos pressupostos teórico-metodológicos da Análise de Discurso pêcheuxtiana, este estudo busca compreender os efeitos de sentido que emergem do excesso de operações discursivas de negação nos relatos de sujeitos gordos. A partir da análise, propõe a possibilidade de tal excesso apontar para um processo de resistência no discurso desses sujeitos. O sujeito gordo, interpelado pela Formação Discursiva (FD) dominante, não consegue uma identificação com as evidências que a FD produz: seu corpo se impõe como uma barreira para o processo de identificação. O sujeito, contudo, também não encontra possibilidade de identificação fora da FD dominante. Percebe-se, então, que o processo de subjetivação do sujeito gordo é atravessado por uma negação: o sujeito é aquilo que ele não é. Em outras palavras, o sujeito gordo precisa se subjetivar pelo

Biografia do Autor

Virgínia Barbosa Lucena Caetano, Universidade Federal de Pelotas

Mestre em Letras pela Universidade Federal de Pelotas. Doutoranda em Letras pela Universidade Federal de Pelotas.

Luciana Iost Vinhas, Universidade Federal de Pelotas

Professora de Língua Portuguesa e Linguística do Centro de Letras e Comunicação da Universidade Federal de Pelotas; Doutora em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Downloads

Publicado

2022-06-23