Um estudo do ethos discursivo em audiências de conciliação

Autores

  • Elaine Luzia da Silva
  • Leonardo Coelho Corrêa Rosado
  • Mônica Santos de Souza Melo

Palavras-chave:

Conciliation hearings, Discursive ethos, Semiolinguistics

Resumo

O presente artigo investiga as principais estratégias de construção do ethos do sujeito enunciador-consumidor que emergem na produção discursiva dos participantes de Audiências de Conciliação, de um Juizado Especial Cível de Relações de Consumo de uma cidade mineira. Para tanto, selecionamos duas Audiências de Conciliação, que foram transcritas e analisadas a partir da teoria Semiolinguística de Patrick Charaudeau. A análise dos dados demonstrou que, ao longo das audiências analisadas, o ethos de vítima do consumidor/reclamante é encenado através de algumas estratégias discursivas, as quais não são aleatórias; ao contrário, as estratégias utilizadas coadunam-se com o projeto de fala que o consumidor tem em mente e, sobretudo, ao ethos que ele procura encenar. 

Biografia do Autor

Elaine Luzia da Silva

Mestranda em Letras/Linguística Aplicada ao Ensino de Línguas, Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Leonardo Coelho Corrêa Rosado

Mestrando em Letras/Estudos Discursivos, Universidade Federal de Viçosa (UFV); Bolsista CAPES/REUNI.

Mônica Santos de Souza Melo

UFV; Professora Associada I; Doutora em Estudos Linguísticos/Análise do Discurso, UFMG.

Downloads

Publicado

2012-05-21

Edição

Seção

Artigos de pesquisa