ANÁLISE DISCURSIVA DO LIVRO DIDÁTICO DE INGLÊS DA 11ª CLASSE USADO EM ESCOLAS PÚBLICAS E PRIVADAS DE ANGOLA

Autores

Palavras-chave:

Análise discursiva, Livro didático, Inglês

Resumo

 Considerando a importância dos livros didáticos na sala de aula, em contexto de ensino da língua inglesa, este artigo aborda, por um lado, a eficácia desses materiais para o ensino-aprendizagem em termos da relação existente entre a linguagem verbal e iconográfica (imagens); por outro, explora a representação étnica e sociocultural das personagens inerentes ao referido manual e seus efeitos para o ensino-aprendizagem. O estudo emprega a análise qualitativa discursiva e faz uma análise do manual de inglês da 11ª Classe, usado nas escolas de Angola. Recorrendo à teoria de Análise Crítica de Discurso (ACD), os resultados apontam que a linguagem verbal e as imagens constantes no manual nem sempre se relacionam ou complementam. De igual modo, a representação étnica assimétrica incentiva estereótipos como preconceitos sociais, étnicos e raciais nos alunos, fragilizando assim a própria identidade desses alunos e o conceito de pluralidade social que, no todo, pode afetar o ensino-aprendizagem.

Biografia do Autor

Dinis Fernando da Costa, Instituto Superior Politécnico Gregório Semedo

PhD em Linguistica pela University of the Western Cape, àfrica do Sul. Director Geral Adjunto para a Unidade de Moçamedes, do Instituto Superior Politécnico Gregório Semedo

Downloads

Publicado

2022-01-25