TRAÇANDO O PERFIL DE BONS LEITORES E DE LEITORES COM DIFICULDADES DE COMPREENSÃO

Autores

Palavras-chave:

Compreensão leitora. Hábitos de leitura. Estratégias de leitura. Perfil leitor.

Resumo

Neste artigo traçamos e comparamos o perfil de leitores com dificuldades de compreensão leitora (LDC) e bons leitores (BL). Por meio da avaliação da leitura de palavras isoladas e da avaliação da compreensão de texto escrito, identificamos 49 BL e 37 LDC dentre 336 estudantes de 8ª série de escolas públicas na região sul do Brasil. A investigação do perfil dos grupos foi realizada por meio de um questionário escrito a que os próprios participantes responderam. Os resultados mostraram diferença na experiência dos grupos com a leitura e correlação positiva entre o desempenho em compreensão leitora e o número de livros lidos pelos estudantes em um ano. Constatamos que a pesquisa sobre os hábitos de leitura dos grupos pode auxiliar na compreensão das diferenças no perfil de BL e LDC, necessitando ser expandida futuramente para orientar tanto estudos teóricos quanto práticos de intervenção clínica e pedagógica.

Biografia do Autor

Lucilene Bender de Sousa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS

Doutora em Linguística pela PUCRS com sanduíche na Universidade de Pittsburgh, Learning Research and Development Center (LRDC). Possui mestrado em Letras, área de concentração em Leitura e Cognição, e graduação em Letras Português/Inglês pela Universidade de Santa Cruz do Sul. Tem experiência na área de ensino tanto de língua materna quanto de língua estrangeira. Atua 40 horas com dedicação exclusiva no IFRS onde coordena o curso de especialização em "Ensino, linguagens e suas tecnologias". Tem como área de pesquisa a Psicolinguística, em especial aquisição da linguagem, leitura e cognição.

Lilian Cristine Hübner, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS

Possui graduação em Licenciatura Plena em Letras Habilitação Português-Inglês - Univates (1993), mestrado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2000) (bolsa CAPES) e doutorado em Letras (Inglês e Linguística Aplicada) pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007). Concluiu o Doutorado Sanduíche (bolsa CAPES) em 2006 na Universidade de Montreal, mais especificamente no CRIUGM (Centre de Recherche institute universitaire de gériatrie de Montreal). Em 2009-2010 desenvolveu Estágio Pós-Doutoral na mesma universidade (bolsa CAPES). Em 2017 desenvolveu Estágio de Pós-Doutoramento Sênior (bolsa CAPES) na Université Pierre et Marie Curie (INSERM - Institut du Cerveau et de la Moèlle Epinière (ICM)) em Paris). Desenvolve projetos em parceria com o CRIUGM, Universidade de Montreal, City University of New York (CUNY), University of Boston e Univertité Laval. É professora adjunta da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, coordenadora do Curso de Letras da Escola de Humanidades, onde atua como docente, assim como no PPGL É bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq desde 2013. Tem experiência na área de Letras, atuando principalmente nos seguintes temas: linguagem-envelhecimento-escolaridade, aquisição de língua estrangeira, bilinguismo e multilinguismo, processos cognitivos ligados ao processamento da linguagem no CCL, na Doença de Alzheimer e na Afasia Primária Progressiva, adaptação e elaboração de instrumentos de avaliação da linguagem típica e atípica.

Downloads

Publicado

2020-03-31