RECORTES DISCURSIVOS, PARADIGMA INDICIÁRIO E PROCEDIMENTOS CONTRAINDUTIVOS

Autores

Palavras-chave:

Epistemologia, Análise de Discurso, Paradigma Indiciário, Recorte

Resumo

O presente artigo visa a cotejar os pressupostos epistemológicos da Análise Materialista de Discurso com as críticas epistemológicas de Paul Feyerabend e o paradigma indiciário do historiador Carlo Ginzburg. Passando pelas relações entre Estado, ciência, subalternidade e materialismo, identifica proximidades entre as abordagens de Michel Pêcheux em torno das exceções, e de Ginzburg em torno do excepcional. Discute o lugar das evidências e dos procedimentos contraindutivos na prática científica, assim como o pluralismo metodológico dos estudos históricos, pontuando diversos cruzamentos entre as investigações dos historiadores, o anarquismo epistemológico de Feyerabend e os procedimentos de análise discursiva estabelecidos por Pêcheux e outros analistas, como Eni Orlandi e seu conceito de recorte discursivo. Partindo das implicações deste conceito, o artigo traz os resultados da análise do depoimento de um diretor do sindicato dos rodoviários da Bahia, contrário à liberação das roletas dos ônibus durante uma greve da categoria.

Biografia do Autor

Maurício Beck, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Professor visitante e pesquisador no Programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagens e Representações da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Membro do Coletivo Contradit (Coletivo de Trabalho - Discurso e Transformação). Graduado em Psicologia pela Unijuí, mestre e doutor em Letras (Estudos Linguísticos) pelo PPGL da UFSM, realizou pós-doutorado no PPG em Estudos da Linguagem e no Laboratório Arquivos do Sujeito (LAS), da UFF, com bolsa FAPERJ. 

Rodrigo Oliveira Fonseca, Universidade Federal do Sul da Bahia - UFSB

Pesquisador em Análise do Discurso e História do Brasil, com doutorado em Letras pela UFRGS, mestrado em História pela PUC-Rio, bacharelado e licenciatura em História pela UERJ e graduação em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela UFF. Professor Adjunto da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). 

Aretuza Pereira dos Santos, Universidade do Estado da Bahia - Uneb

Mestre em Estudos de Linguagens , pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB, Especialista em Gestão Educacional - UCB-RJ e Licenciada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS. Integrante do grupo de pesquisa LINSP - Linguagem, Sociedade e Produção de conhecimento e do GELLC - Grupo de estudos interdisciplinares em língua, linguagem e cultura. Tem experiência no ensino de Língua Portuguesa e Produção Textual em Cursos de Pré-vestibular, Escolas da Rede Municipal e Ensino Superior. Atualmente é professora de Língua Portuguesa e Produção Textual

Downloads

Publicado

2019-03-26