DA MAQUINARIA AO DISPOSITIVO TEÓRICO-ANALÍTICO: A PROBLEMÁTICA DOS PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS DA ANÁLISE DO DISCURSO

Autores

Palavras-chave:

Análise do Discurso, Metodologia, Discurso Feminista

Resumo

Este artigo tem por objetivo percorrer a historicidade da metodologia da Análise do Discurso fundada por Michel Pêcheux para a compreensão e reflexão crítica de seus modos de fazer análise, considerando a especificidade da teoria em sua implementação no contexto francês e sua reformulação e desenvolvimento no contexto brasileiro. Como possível aplicação dos procedimentos metodológicos atualmente praticados na área, é desenvolvida a análise do discurso feminista em páginas de rede social online. A discussão propõe, então, que se trabalhem os pressupostos desenvolvidos no âmbito da teoria materialista do discurso entre os processos de paráfrase e polissemia. Com este estudo, observa-se que a AD parte de uma concepção não-positivista de cientificidade para definir seus procedimentos metodológicos.

Biografia do Autor

Carolina Fernandes, Universidade Federal do Pampa

Professora Adjunta do curso de Letras da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), da área de Língua Portuguesa e Linguística. Doutora em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e mestre em estudos da Linguagem pela mesma insituição na linha de pesquisa em Teorias do Texto e do Discurso. É líder o grupo de pesquisa Estudos Pecheutianos e participa de outros três grupos de pesquisa como pesquisadora, todos registrados no CNPq: Análise do Discurso: conceitos em movimento; Linguagem e Currículo.

Luciana Iost Vinhas, Universidade Federal de Pelotas

Professora de Língua Portuguesa e Linguística do Centro de Letras e Comunicação da Universidade Federal de Pelotas; Doutora em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Downloads

Publicado

2019-03-26