A CONSTITUIÇÃO DA SUBJETIVIDADE NO DISCURSO DO IDOSO SOBRE SI

Autores

  • Adélli Bortolon Bazza

Palavras-chave:

Subjetividade. Idoso. Discurso.

Resumo

Neste estudo, propôs-se analisar a subjetivação do idoso em contexto de ensino na Universidade Aberta à Terceira Idade (UNATI) da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Enquanto alguns trabalhos abordam o discurso sobre o idoso, propõe-se analisar as práticas que compõem um discurso do idoso sobre si. Embasada em uma perspectiva discursiva, calcada no pensamento de Michel Foucault, objetivou-se descrever o processo de subjetivação do estudante da UNATI-UEM, a partir da oposição sujeição-subjetivação. A série enunciativa analisada foi composta de dez entrevistas semiestruturadas feitas com estudantes da UNATI-UEM e de doze relatos produzidos por eles. A análise apontou que os sujeitos participantes pesquisados estabelecem resistência ao ideal de novo idoso, na medida em que adotam algumas das práticas que compõem essa subjetividade, enquanto rejeitam outras.

Biografia do Autor

Adélli Bortolon Bazza

Doutora em Letras (PLE/UEM).

Downloads

Publicado

2016-12-08

Edição

Seção

Artigos