Por que os homens têm peitos? A recontextualização do discurso sobre ciência na Superinteressante

Autores

  • Carlos Alexandre Molina Noccioli
  • Cristiane Cataldi dos Santos Paes

Palavras-chave:

Análise do Discurso, Divulgação Científica, Representações Sociais, Tabu, Superinteressante

Resumo

Este trabalho insere-se no quadro teórico-metodológico da Análise do Discurso da Divulgação Científica, que considera a divulgação científica como um processo de recontextualização do discurso científico para o discurso geral; associado à Teoria das Representações Sociais, que permite a reflexão em torno da construção do conhecimento pelo indivíduo, grupo, ou ser social, a partir de aspectos socioculturais. Buscamos, pois, analisar o tratamento linguístico-discursivo das informações divulgadas sobre temas vistos como tabus sexuais, na reportagem Por que os homens têm peitos?, publicada em 2008, na revista Superinteressante, destacando-se como o conhecimento em questão é representado socialmente ao se considerar a linha editorial desta revista. O texto consegue angariar um público jovem interessado em discussões polêmicas relacionadas ao seu universo, mesmo que isso não signifique uma plena desmitificação do senso comum, ao contrário, embora o texto analisado se revista dessa intenção, pode-se observar (re)produções de representações sociais em nossa sociedade contemporânea.

Biografia do Autor

Carlos Alexandre Molina Noccioli

Professor do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Sul de Minas. Mestrado em Letras – Estudos Discursivos pela Universidade Federal de Viçosa.

Cristiane Cataldi dos Santos Paes

Professora Associada do Departamento de Letras da Universidade Federal de Viçosa. Doutorado em Linguística pela Universitat Pompeu Fabra, Barcelona - Espanha

Downloads

Edição

Seção

Artigos