MULTILETRAMENTO ENGAJADO PARA A PRÁTICA DO BEM VIVER

Autores

Palavras-chave:

Materno Engajado, Bem Vivier, Freire, Vygotsky, Pedagogia dos Multiletramentos

Resumo

No atual contexto de necropolítica (MBEMBE, 2016), em que a decisão de viver ou morrer está na mão de alguns, a educação tem um importante papel na constituição de espaços para a criação de possibilidades de futuro. Nessa direção, este artigo expõe as bases teóricas e a práxis do Multiletramento Engajado. Parte da apresentação da demanda por práticas pedagógicas que promovam o “bem viver” e, para isso, discute as bases freirianas e vygotskianas para entender as reformulações e as proposições implementadas na Pedagogia dos Multiletramentos como forma de criação do Multiletramento Engajado. Finaliza com a exemplificação de uma proposta didática realizada no Programa Digitmed e com considerações e caminhos a serem percorridos a partir dessa nova perspectiva na busca de possibilidades de superação da necropolítica por meio do engajamento de todos na compreensão e na transformação das condições de opressão.

Biografia do Autor

Fernanda Coelho Liberali, LAEL/FORMEP/PUC/SP

Fernanda Coelho Liberali é formadora de formadores, pesquisadora e professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, no Departamento de Ciências da Linguagem e Filosofia, no PEPG em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem e no PEPG em Educação: Formação de Formadores. Possui graduação em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, mestrado e doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, pós-doutorado pela Universidade de Helsinki, pela Freie Universität Berlin e pela Rutger University. É bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq; líder do GP/CNPq/PUC-SP Linguagem em Atividade no Contexto Escolar e do Grupo de Estudos em Educação Bi/multilíngue (GEEB); parecerista do CNPq, da CAPES e da FAPESP; representante brasileira do comitê internacional do Simpósio Internacional de Bilinguismo e Educação Bilíngue na América Latina (BILINGLATAM); membro do Eastside Institute Associates e do Global Network da University of Leeds, coordenadora geral do projetos nacionais de extensão e pesquisa Programa Digitmed e Projeto Brincadas e co-fundadora da Global Play Brigade.

Downloads

Publicado

2022-06-23