CIDADANIA ORGANIZACIONAL, SUPORTE E BEM-ESTAR NO TRABALHO EM ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS

Autores

  • Jandir Pauli Faculdade Meridional - IMED
  • Priscila Sardi Cerutti Faculdade Meridional - IMED
  • Sinara Armiliato Andrêis Faculdade Meridional - IMED

DOI:

https://doi.org/10.19177/reen.v11e0201850-73

Palavras-chave:

Cidadania organizacional, Suporte organizacional, Bem-estar no trabalho, Organizações públicas.

Resumo

O objetivo deste estudo é descrever a relação entre comportamentos de cidadania organizacional, suporte organizacional e percepção de bem-estar no trabalho para funcionários de organizações públicas. Para isto, foi realizada uma pesquisa quantitativa-descritiva do tipo survey com 195 funcionários de prefeituras. As análises confirmaram as hipóteses da influência do suporte organizacional na percepção de cidadania e da influência dos comportamentos de cidadania no bem-estar no trabalho. Constatou-se também que o suporte organizacional é um mediador da relação entre cidadania e bem-estar, reforçando a interrelação entre aspectos subjetivos e organizacionais para o surgimento de ações de cidadania nas organizações públicas.

Biografia do Autor

Jandir Pauli, Faculdade Meridional - IMED

Pós-doutor em Sociologia Econômica

Priscila Sardi Cerutti, Faculdade Meridional - IMED

Mestranda em Administração

Sinara Armiliato Andrêis, Faculdade Meridional - IMED

Pós Graduada em Liderança e Comportamento Organizacional

Referências

AFSAR, B.; BADIR, Y. Person–organization fit, perceived organizational support, and organizational citizenship behavior: The role of job embeddedness. Journal of Human Resources in Hospitality & Tourism, v. 15, n. 3, 2016.

ALVES, V.; NEIVA, E.; PAZ, M. Configurações de poder, suporte organizacional e bem-estar pessoal em uma organização pública. Psicologia em Pesquisa, v. 8, n. 2, p. 159-169, 2014.

ANDRADE, T.; COSTA, V.; ESTIVALETE, V.; LENGLER, L. Comportamento de cidadania organizacional: um olhar à luz dos valores e da satisfação no trabalho. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 19, n. 64, p. 236-262, 2017.

ASELAGE, J.; EISENBERG, R. Perceived organizational support and psychological contracts: a theoretical integration. Journal of Organizational Behavior, v. 24, n. 5, p. 491-509, 2003.

ANDREW, S.; LEÓN-CÁZARES, F. Mediating effects of organizational citizenship behavior on organizational performance: empirical analysis of public employees in Guadalajara, Mexico. Econo Quantum, v. 12, n. 2, p. 71-92, 2015.

BASTOS, A.; SIQUEIRA, M.; GOMES, A. Cidadania organizacional. In: SIQUEIRA, M. Novas medidas do comportamento organizacional – ferramentas de diagnóstico e gestão. Porto Alegre: Artmed, 2014.

BENZECRY, D.; PIRES, H. Comportamento de cidadania organizacional (CCO) e desempenho em vendas. In: XXIX Encontro nacional de engenharia de produção. A Engenharia de Produção e o Desenvolvimento Sustentável: Integrando Tecnologia e Gestão. Anais..., Salvador, BA, Brasil, 2009.

BOLINO, B.; HARVEY, J.; HSIUNG, H.; E LEPINE, J. ‘Well, I’m tired of tryin!’ organizational citizenship behavior and citizenship fatigue. Journal of Applied Psychology, v. 100, n. 1, p. 56–74, 2015.

BURKE, R.; MOODIE, S.; DOLAN, S.; FIKSENBAUM, L. Job demands, social support, work satisfaction and psychological well-being among nurses in Spain. Barcelona: ESADE Business School Research Paper, 2012.

CAMPBELL, J.; IM, T. PSM and turnover intention in public organizations: does change-oriented organizational citizenship behavior play a role? Review of Public Personnel Administration, v. 36, n. 4, p. 323-346, 2015.

CARNEIRO, L. Bem-estar pessoal nas organizações: o papel do locus de controle no trabalho. 2013. 118f. Dissertação. (Mestrado em Psicologia). Universidade Federal da Bahia, Salvador/BA, 2013.

CAVAZOTTE, F.; ARAUJO, F.; ABREU, A. Identificação organizacional entre funcionários públicos brasileiros: um estudo no setor cultural. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 19, n. 64, p. 289-306, 2017.

CHONG, H.; WHITE, R.; PRYBUTOK, V. Relationship among organizational support, JIT implementation, and performance. Industrial Management e data systems, v. 101, n. 6, p. 273-280, 2001.

COYLE-SHAPIRO, J.; CONWAY, N. Exchange relationships: examining psychological contracts and perceived organizational support. Journal of Applied Psychology, v. 90, n. 4, p. 774-781, 2005.

DESSEN, M.; PAZ, M. Bem-estar pessoal nas organizações: o Impacto de configurações de poder e características de personalidade. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 26, n. 3, p. 549-556, 2010.

DODGE, R.; DALY, A.; HUYTON, J.; SANDERS, L. The challenge of defining wellbeing. International Journal of Wellbeing, v. 2, n. 3, p. 222-235, 2012.

Eisenberger, R.; Hungtington, R.; Hutchison, S.; Sowa, D. Perceived organizational support. Journal of Applied Psychology, v. 71, p. 500-507, 1986.

EISENBERGER, R.; FASOLO, P.; DAVIS-LAMASTRO, V. Perceived organizational support and employee diligence, commitment, and innovation. Journal of Applied Psychology, v. 75, p. 51-59, 1990.

ESTIVALETE, V.; ANDRADE, T. A influência dos valores organizacionais na percepção de suporte organizacional com base na concepção dos colaboradores do setor bancário. Revista de Administração Mackenzie, v. 13, n. 3, 2012.

FORMIGA, N.; FLEURY, L.; SOUZA, M. Evidências de validade da escala de percepção de suporte organizacional em funcionários de empresa pública e privada. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, v. 5, n. 2, p. 60-76, 2014.

FURTADO, A. Troca social e comportamentos de cidadania organizacional – que relação? 2009. 45f. Dissertação. (Mestrado em Psicologia). Universidade de Lisboa, 2009.

GEORGE, J.; BRIEF, A. Felling good- doing good: a conceptual analysis of the mood at work - organizational spontaneity relationship. Psychological Bulletin, v. 112, p. 310-329, 1992.

GOMES, A.; BASTOS, A.; FILHO, E.; MENEZES, I. Cidadania organizacional: questões teóricas e conceituais que cercam a pesquisa na área. Estudos e Pesquisas em Psicologia, v. 14, n. 3, 2014.

GOMES, A. Construção, Desenvolvimento e Validação da Escala de Intenções Comportamentais de Cidadania Organizacional (EICCORG). 2011. 165 f. Dissertação. (Mestrado em Psicologia). Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2011.

HAYES, A. Beyond Baron and Kenny: statistical mediation analysis in the new millennium. Communication Monographs, v. 76, p. 408-420, 2009.

HOMRICH, A. Bem-estar no trabalho: um estudo sobre o impacto de ações de qualidade de vida. 2014. 59f. Monografia (Especialização em Gestão de Pessoas). Escola Nacional de Administração Pública, Brasília, 2014.

JIN, M.; MCDONALD, B. Understanding employee engagement in the public sector the role of immediate supervisor, perceived organizational support, and learning opportunities. The American Review of Public Administration, v. 47, n. 8, 2016.

MARTINS, V.; COSTA, L.; SIQUEIRA, M. O impacto do comprometimento afetivo e do engajamento no trabalho sobre os comportamentos de cidadania organizacional. RACEF – Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace. v. 6, n. 2, p. 1-13, 2015.

MALHOTRA, N. Pesquisa de marketing. 3.ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

MCSHANE, S.; EGLINOW, M. Comportamento organizacional. São Paulo: AMGH Editora Ltda, 2013.

MORRISON, E. Role definitions and organizational citizenship behavior: The importance of the employee’s perspective. Academy of Management Journal, v. 37, p. 1543-1567, 1994.

NEVES, P.; PAIXÃO, R. Comportamento de cidadania organizacional: uma revisão do conceito. Comunicação e Ciências Empresariais, n. 9, p. 33-52, 2014.

ORGAN, D. Organizational citizenship behavior: It’s construct clean-up time. Human Performance, v. 10, p. 85-97, 1997.

ORGAN, D. Organizational citizenship behavior: the good soldier syndrome. Lexington MA: Lexington Books, 1988.

PASCHOAL, T. Bem-estar no trabalho: relações com suporte organizacional, prioridades axiológicas e oportunidades de alcance de valores pessoais no trabalho. 2008. 180f. Tese. (Doutorado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações). Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

PASCHOAL, T.; TORRES, C.; PORTO, J. Felicidade no trabalho: relações com suporte organizacional e suporte social. Revista de Administração Contemporânea, v. 14, n. 6, p. 1054-1072, 2010.

PESTANA, M.; GAGEIRO, J. Análise de dados para ciências sociais: a complementaridade do SPSS.4.ed. Lisboa: Edições Silabo, 2005.

PODSAKOFF, P.; MACKENZIE, S.; PAINE, J.; BACHRACH, D. Review of the OCB literature. Journal of Management, v. 26, n. 3, p. 513-563, 2000.

RHOADES, L.; EISENBERGER, R. Perceived organizational support: A review of the literature. Journal of Applied Psychology, v. 87, p. 698-714, 2002.

SAMPIERI, R.; COLLADO, C.; LUCIO, P. Metodología de la Investigación. 3.ed. México: McGraw-Hill Inter Americana, 2003.

SANTANA, L. Estratégias de coping e suas relações com o bem-estar no trabalho: um estudo com bombeiros. 2016. 122f. Dissertação. (Mestrado em Psicologia do Trabalho). Universidade Federal da Bahia, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Salvador, 2016.

SANT'ANNA, L.; PASCHOAL, T.; GOSENDO, E. Bem-estar no trabalho: relações com estilos de liderança e suporte para ascensão, promoção e salários. Revista de Administração Contemporânea, v. 16, n. 5, p. 744-764, 2012.

SANTOS, P. Construção e validação de escala de estresse organizacional. 2012. 173f. Dissertação. (Mestrado em Psicologia). Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, 2012.

SEIDL, E.; TRÓCCOLI, B. Desenvolvimento de escala para avaliação do suporte social em pessoas vivendo com HIV/AIDS. Psicologia Teoria e Pesquisa, v. 22, n. 3, p. 317-326, 2006.

SILVA, C.; FERREIRA, M. Dimensões e indicadores da qualidade de vida e do bem-estar no trabalho. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 29, n. 3, p. 331-339, 2013.

SILVÉRIO, W. Experiências afetivas no contexto organizacional e seu impacto sobre o bem-estar no trabalho. 2008. 82f. Dissertação. (Mestrado em Psicologia da Saúde). Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2008.

SIQUEIRA, M. Antecedentes de comportamentos de cidadania organizacional: a análise de um modelo pós-cognitivo. 1995. Tese. (Doutorado em Psicologia). Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília, Brasília, 1995.

SIQUEIRA, M. Proposição e análise de um modelo para comportamentos de cidadania organizacional. Revista de Administração Contemporânea, v. 7, p. 165-184, 2003.

SIQUEIRA, M.; ORENGO, V.; PEIRÓ, J. Bem-estar no trabalho. In: SIQUEIRA, M. Novas medidas do comportamento organizacional: ferramentas de diagnóstico e de gestão. Porto Alegre: Artmed, 2014.

SIQUEIRA, M.; PADOVAM, V. Bases teóricas de bem-estar subjetivo, bem-estar psicológico e bem-estar no trabalho. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 24, n. 2, p. 201-209, 2008.

SOUSA, A.; COLETA, M. Perfil profissional, bem-estar e satisfação no trabalho de psicólogos que atuam em serviços de saúde pública. Estudos de Psicologia, v. 32, n. 2, p. 249-258, 2015.

STREINER, D. Being inconsistent about consistency: when coefficient alpha does and doesn't matter. Journal of Personality Assessment, v. 80, n. 3, p. 217-222, 2003.

TAMAYO, M.; TRÓCCOLI, B. Exaustão emocional: relações com a percepção de suporte organizacional e com as estratégias de coping no trabalho. Estudos de Psicologia, v. 7, n. 1, p. 37-46, 2002.

TRALDI, M.; DEMO, G. Comprometimento, bem-estar e satisfação dos professores de administração de uma universidade federal. Revista Eletrônica de Administração, v. 18, n. 2, p. 290-316, 2012.

TUOMI, K.; VANHALA, S.; NYKYRI, E.; JANHONEN, M. Organizational practices, work demands and the well-being of employees: a follow-up study in the metal industry and retail trade. Occupational Medicine, v. 54, p. 115-121, 2004.

VAN HORN, J.; TARIS, T.; SCHAUFELI, W.; SCHREURS, P. The structure of occupational well-being: A study among Dutch teachers. Journal of Occupational and Organizational Psychology, v. 77, n. 3, p. 365-375, 2004.

VELOSO, A.; ROQUE, H.; FERREIRA, A. Os efeitos da alteração da relação de emprego nas Unidades de Saúde Familiar: a perspectiva dos profissionais de saúde. Revista Eletrônica de Psicologia, Educação e Saúde, v. 2, p. 96-111, 2016.

VERCHAI, J.; LANER, A. Comportamento organizacional: uma análise das publicações do Journal of Applied Psychology. Rio de Janeiro: Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração – ANPAD, 32. Rio de Janeiro. Anais..., Rio de Janeiro – RJ, 2008.

ZAGENCZYK, T.; SCOTT, K.; GIBNEY, R.; MURRELL, A.; THATCHER, J. Social influence and perceived organizational support: A social networks analysis. Organizational Behavior and Human Decision Processes, v. 111, n. 2, p. 127-138, 2010.

Downloads

Publicado

2018-07-08

Edição

Seção

Artigos Científicos