INFLUÊNCIA DO SISTEMA DE CONTROLE ORÇAMENTÁRIO SOBRE A CAPACIDADE ABSORTIVA

Autores

  • Sabrina Nascimento Universidade Regional de Blumenau
  • Bianca Costa Amorim Faculdade Senac
  • Daniel Penz Faculdade Senac
  • Inocencia Boita Dalbosco Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Amelia Silveira Universidade do Oeste de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.19177/reen.v10e3201780-97

Palavras-chave:

Capacidade Absortiva, Sistema de Controle Orçamentário, Empresas Incubadas.

Resumo

Esta pesquisa buscou analisar a influência da capacidade absortiva no sistema de controle orçamentário das empresas incubadas na mesorregião do oeste de Santa Catarina (SC). A amostra teve 29 empresas que responderam o instrumento de autopreenchimento durante o primeiro semestre de 2016.  A pesquisa survey, com método quantitativo, na análise dos dados utilizou a técnica de Modelagem de Equações Estruturais (MEE) com SEM-PLS. Os resultados apontam que o relacionamento entre Sistema de Controle Orçamentário e a Capacidade de Absorção ocorre na taxa de 33%, o modelo apresenta uma relação significante estatisticamente, de acordo com Hair Jr et al. (2014).

Biografia do Autor

Sabrina Nascimento, Universidade Regional de Blumenau

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis

Bianca Costa Amorim, Faculdade Senac

Mestre em Administração pela UNIVALI e Professora do curso de Administração da Faculdade SENAC

Daniel Penz, Faculdade Senac

Mestre em Administração pela UNIVALI e Professor do curso de Administração da Faculdade SENAC

Inocencia Boita Dalbosco, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Mestre em Administração pela UNIVALI e professora do curso de Administração da UNOESC

Amelia Silveira, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Professora do programa de pós-graduação em Administração da UNOESC

Referências

AMORIM, B. C., NASCIMENTO, S., PENZ, D. & ROSSETTO, C. R. Sistema de Controle Orçamentário e a Inovação: um estudo em Empresas de Base Tecnológica Incubadas. 8, 2013, São Paulo. Anais... IBEROAMERICAN ACADEMY CONFERENCE São Paulo: IAM, 2013. CD-ROM.

CARPES, A. M. da S.; ORO, I. M.; EIDT, J.; STERZ, R. Orçamento empresarial: uma investigação sobre as formas de acompanhamento orçamentário utilizadas pelas companhias catarinenses. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 15, 2008, Curitiba. Anais... Curitiba: CBC, 2008. CD-ROM.

COHEN, W. M.; LEVINTHAL, D. A. Absorptive Capacity: A New Perspective on Learning and Innovation. Administrative Science Quarterly, v. 35, n.1, p. 128-152, mar, 1990.

FLATTEN, T. C.; GREVE, G. I.; BRETTEL, M. Absorptive capacity and firm performance: the mediating influence of strategic alliances. European Management Review, v. 8, p.137 -152, 2011.

FORNELL, C.; LARCKER, D. F. Evaluating structural equation models with unobservable variables and measurement error. Journal of Marketing Research, Estados Unidos, v. 18, n. 1, p.39-50, fev.1981.

FREZATTI, F. Orçamento empresarial, planejamento e controle gerencial. São Paulo: Atlas, 2007.

FREZATTI, F.; ROCHA, W.; NASCIMETO, A. R.; JUNQUEIRA, E. Controle Gerencial: Uma Abordagem da Contabilidade Gerencial no Contexto Econômico, Comportamental e Sociológico. São Paulo: Atlas, 2009.

FROW, N.; MARGINSON, D.; OGDEN, S. ‘‘Continuous” budgeting: Reconciling budget flexibility with budgetary control. Accounting, Organizations and Society, v.35, p.444–461, 2010.

LANE, P. J.; KOKA, B.; PATHAK, S. The reification of absorptive capacity: A critical review and rejuvenation of the construct. Academy of Management Review, v.31, p.833–863, 2006.

MACEDO, A. C. Um enfoque do orçamento empresarial como ferramenta de controle e avaliação de desempenho. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CONTABILIDADE, 17, 2004. Anais... Santos: CBC, 2004. CD-ROM.

MIZIARA, G. N.; CARVALHO, M. Críticos de sucesso em incubadoras de Empresas de software. Revista Produção Online, v.8, n.3, p.1-20, 2008.

MOWERY, D. C.; OXLEY, J. E. Inward technology transfer and competitiveness: The role of national innovation systems. Cambridge Journal of Economics, v.19, n.1, p.67-93, 1995.

NASCIMENTO, S. Características Empreendedoras dos gestores de Empresas Incubadas e o Efeito Moderador do Estilo Cognitivo. 163 f. Tese (Doutorado em Administração e turismo) – Programa de Pós-Graduação em Administração e Turismo Universidade do Vale do Itajaí, Biguaçu, SC, 2016. Disponível em: < http://www.univali.br/ensino/pos-graduacao/doutorado/doutorado-em-administracao/teses-defendidas/Paginas/default.aspx> Acesso em: 12 maio 2016.

NASCIMENTO, S.; LAVARDA, C. E. F.; SILVEIRA, A. O controle orçamentário num ambiente inovador: estudo de multicasos em empresas de base tecnológica incubadas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 16., 2009, Fortaleza. Anais… Fortaleza: CBC, 2009. CD-ROM.

OYADOMARI, J. C. T.; FREZATTI, F.; CARDOSO, R. L.; AGUIAR, A. B. Análise dos Trabalhos que Usaram o Modelo Levers of Control de Simons na Literatura Internacional no período de 1995 a 2007. Revista de Contabilidade e Organizações, v.3, n.7, p.25-42, set-dez. 2009.

SIMONS, R. Levers of Control. Boston: Harvard Business School Press, 1994.

SIMONS, R. Levers of control: how managers use innovative control systems do drive strategic renewal. Boston: Harvard Business School, 1995.

TEECE, D. J. Dynamic Capabilities and Strategic Management. Oxford University Press, New York, 2009.

WELSCH, G. A. (1973). Orçamento Empresarial. São Paulo: Atlas.

WELSCH, G. A. (1983). Orçamento Empresarial. São Paulo: Atlas.

WETZELS, M.; ODEKERKEN-SCHRÖDER, G. Using PLS path modeling for assessing hierarchical construct models: guidelines and empirical illustration. MIS

Quarterly, Estados Unidos, v.33, n.1, p.177-195, 2009.

ZAHRA, S. A.; GEORGE, G. Absorptive Capacity: A Review, Reconceptualization, and Extension. Academy Management Review, v.27, n. 2, p.185-203, April 1, 2002.

ZERWAS, D. Organizational Culture and Absorptive Capacity The Meaning for SMEs. Koblenz-Landau, Germany. Springer Gabler, 2014.

Downloads

Publicado

2018-04-11

Edição

Seção

Artigos Científicos