ALTERNATIVAS PARA AUMENTO DE CAPACIDADE DE UM TERMINAL PORTUÁRIO DE MINÉRIO DE FERRO

Autores

  • Joyce Milanez Zampirolli USP

DOI:

https://doi.org/10.19177/reen.v10e0201780-102

Palavras-chave:

Terminal Portuário, Simulação, Melhoria, Aumento de capacidade, Portos saturados.

Resumo

O crescimento da demanda por minério de ferro e a necessidade de melhoria nos terminais portuários forçaram os portos a pensar e criar alternativas que refletissem em aumento de capacidade. Pensar e recriar conceitos que envolvam melhorias em todo o sistema produtivo é ter um olhar inovador para o processo e oferecer soluções que permitam aumento de capacidade, utilizando os recursos já existentes. Assim, neste trabalho foi utilizado um modelo de simulação de eventos discretos que testou cenários de aumento de capacidade trocando um mix de produtos por um único produto.

Biografia do Autor

Joyce Milanez Zampirolli, USP

Mestre em Engenharia de Sistemas Logísticos pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo em 2016. Especialista em Logística e Cadeia de Suprimentos do programa GCLOG pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts – MIT/USA em 2016. Engenheira de Produção graduada pela FAESA (2013). Pesquisadora do Centro de Inovação em Logística e Infraestrutura Portuária – Cilip – no Departamento de Engenharia Naval e Oceânica da Escola Politécnica da USP. 

Referências

ABCEM - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSTRUÇÃO METÁLICA. Disponível em:< http://www.abcem.org.br>. Acesso em: 03 fev. 2015.

ABREU, A. O.; OLIVEIRA, M. L. S. Impactos ambientais dos Portos e a Lei do Óleo. Universidade de Ribeirão Preto. 2015. Disponível em: < http://www.unaerp.br>. Acesso em: 05 fev. 2015.

ANTAQ - AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS. Manual de Licenciamento Ambiental [s.d.]. Disponível em:< http://www.antaq.gov.br>. Acesso em: 08 jan. 2015.

BETIATTO, A. Modelagem e Simulação: aplicação a uma linha de manufatura de componentes automotivos. WorkingPaper. 2015. Disponível em: <http://www.linecon.com.br/biblioteca/artigo_simulacaomanufatura-01_linecon.pdf>. Acesso em:15 jan. 2015.

BOTTER, R. C. Analysis of time-windows on ship arrival and its influence on port operations performance. The International Workshop on Harbour, Maritime & Multimodal Logistics Modelling and Simulation, Rio de Janeiro, 2004.

CASTRO NETO., L. R. Modelagem e Simulação da Cadeia Produtiva do minério de Ferro. Dissertação de Mestrado. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

CHWIF, L.; MEDINA, A. C. Modelagem e simulação de eventos discretos, teoria e aplicações. Terceira edição. Elsevier Brasil, São Paulo, 2010.

CHWIF, L.; MEDINA, A. C. Modelagem e simulação de eventos discretos, teoria e aplicações. Quarta edição. Elsevier Brasil, São Paulo, 2015.

CRUZ, M.M.C; FARIAS, F.N; SOUZA, R.G; Vaz, R. G; SILVA, R. Estudo por simulação de granéis sólidos do porto de Tubarão. Enegep, 2001.

DUARTE, R. N. Simulação Computacional: análise de uma célula de manufatura em lotes do setor de auto-peças. 2003. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Itajubá. Itajubá, 2003.

FIORONI, M. M. Simulação em Ciclo Fechado de Malhas Ferroviárias e suas Aplicações no Brasil: avaliação de alternativas para o direcionamento de composições. 2007. 216 f. Tese (Doutorado em Engenharia). Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

FRAZESE, L.A.G; FIORONI, M. M.; PEREIRA, N. Y. H.; MACHADO, M.N. Rail road Infrainstructure Simulator. Winter Simulation Conference, Orlando, p. 2581-2584. Dezembro, 2005.

IBS Solutions. Fluxo Logístico com desembaraço na Zona Secundária. Disponível em:< http://www.ibsolutions.com.br>. Acesso em: 08 abr. 2015.

IGNÁCIO, A. V.; LIMA, B. M. Modelo Genérico de Simulação de Operações Portuárias: Estudo de Caso para Minério de Ferro. Enegep, 2013.

IBRAM - INSTITUTO BRASILEIRO DE MINERAÇÃO. Informações e Análises da economia mineral brasileira. 2014. Disponível em:< http://www.ibram.org.br>. Acesso em: 03 fev. 2016.

JULIÁ, A. F. Desenvolvimento de um modelo de simulação para dimensionamento de um sistema integrado pátio-porto na cadeia do minério de ferro. Dissertação de Mestrado. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

MONIÉ, F. In: SILVEIRA, M. R. (org.). Circulação, transportes e logística: diferentes perspectivas. São Paulo: Outras Expressões, 2011.

NETTO, J. F., BOTTER, R. C., MEDINA, A. C. Analysis of capacity associated to levels of service at port terminals using systemic approach and simulation of discrete events. Winter Simulation Conference, Califórnia, 2015.

PRADO, D. S. Usando o ARENA® em Simulação. Belo Horizonte: INDG Tecnologia e Serviços, 2004.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2. Ed. Universidade Feevale, 2013.

SANTOS, M. P. Introdução à Simulação Discreta. Rio de Janeiro: UERJ, 1999.

SCHIBER, T. J., BRUNNER, D. T., SMITH, J. S. Inside discret-event simulation software: how it works and why it matters. Winter Simulation Conference, Califórnia, 2015.

SILVA. E. L.; MENEZES, E. M. Metodologia de pesquisa e elaboração de dissertação. 3. Ed. Florianópolis: LED/UFSC, 2001.

STRACK, J. GPSS. Modelagem e Simulação de Sistemas. São Paulo: Livros Técnicos e Científicos, 1984.

SWAMINATHAN, J. M., SMITH, S. F., SADEH, N. M. Modeling supply chain dynamics: a multiagent approach. Decision Science, vol 29, 1998.

VALE. Memorial Descritivo do Terminal de Tubarão. Disponível em: <http://www.vale.com/brasil/PT/Paginas/def>. Acesso em: 10 abr. 2015.

Downloads

Publicado

2017-06-12

Edição

Seção

Artigos Científicos