O USO DE ESTUDOS DE CASO NA PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO: UM PANORAMA EM PERIÓDICOS NACIONAIS DE ALTO IMPACTO

Autores

  • Pablo Luiz de Arruda
  • Grasiano Freitas da Silva
  • Théo Augustus Luz
  • Ivone Junges
  • Clarissa Carneiro Mussi Universidade do Sul de Santa Catarina, Unidade Centro, Programa de Pós-Graduação em Administração, Florianópolis, Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.19177/reen.v14e12021227-259

Palavras-chave:

Administração, Estudo de caso, Bibliometria.

Resumo

Este artigo identifica as características das pesquisas de administração que utilizaram o método de estudo de caso. Aplicou-se modo de investigação misto, estratégia de coleta de dados bibliográfica e objetivos exploratório e descritivo. Dentre os principais resultados, identificaram-se 277 publicações entre 2010 e 2020. O Brasil registrou 86,71% de participação. 97,47% das pesquisas foram empíricas e 80,14% qualitativas. Os casos mais estudados são de ‘estratégia em organizações’ nas ‘empresas’ privadas. Na coleta de dados, destacaram-se a técnica documental e entrevista semiestruturada. A análise de conteúdo evidenciou-se como método de análise de dados, e os softwares ATLAS.ti e NVivo se sobressaíram.

Biografia do Autor

Pablo Luiz de Arruda

Programa de Pós-Graduação em Administração. Universidade do Sul de Santa Catarina

Grasiano Freitas da Silva

Programa de Pós-Graduação em Administração. Universidade do Sul de Santa Catarina

Théo Augustus Luz

Programa de Pós-Graduação em Administração. Universidade do Sul de Santa Catarina

Ivone Junges

Programa de Pós-Graduação em Administração. Universidade do Sul de Santa Catarina

Clarissa Carneiro Mussi, Universidade do Sul de Santa Catarina, Unidade Centro, Programa de Pós-Graduação em Administração, Florianópolis, Santa Catarina

Dra. em Administração, Mestre em Administração e Bacharel em Ciência da Computação. Atua nas seguintes temáticas: avaliação de sistemas de informação, gestão da informação e do conhecimento. É profa. do Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade do Sul de Santa Catarina.

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2004.

BAUER, M. W.; GASKELL, G. Social representations theory: a progressive research programme for social psychology. Journal for the Theory of Social Behaviour, United Kingdom, v. 38, n. 4, p. 335-353, 2008.

BEDIN, E. P.; FONTES, A. R. M.; BRAATZ, D. Discrepância entre o trabalho prescrito e real: o caso dos fiscais de contrato de serviços terceirizados das universidades federais do estado de São Paulo. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, v. 22, n. 2, p. 232-249, 2020.

BERTERO, C. O.; CALDAS, M. P.; WOOD JR., T. Produção científica em administração de empresas: provocações, insinuações e contribuições para um debate local. Revista de Administração Contemporânea, Maringá, v. 03, n. 01, jan./abr., 1999.

BERTERO, C. O.; KEINERT, T. M. M. A evolução da análise organizacional no Brasil (1961-93). Revista de Administração de Empresas, Rio de Janeiro, v. 34, n. 03, 1994.

BRESSAN, F. O método do estudo de caso. Administração on-line, v. 1, n. 1, p. 1-13, 2000.

CADERNOS EBAPE.BR. Rio de Janeiro, FGV, 2003- . ISSN 1679-3951. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape. Acesso em: 21 set. 2020.

COOPER; D.R; SCHINDLER, P.S. Método de pesquisa em administração. 7. ed. Porto Alegre: Bookmann, 2011.

CRESWELL, J. W. Qualitative inquiry and research design: choosing among five traditions. Thousand Oaks: Sage Publications, 1998.

CRESWELL, J. W. Qualitative inquiry and research design: choosing among five approaches. 2. ed. London: Sage Publications, 2007.

CRESWELL, J. W.; PLANO CLARK, V. L. Pesquisa de métodos mistos. 2. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

CUNHA, D. R.; MONEVA, J. M. The elaboration process of the sustainability report: A case study. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, v. 20, n. 4, p. 533-549, 2018.

EISENHARDT, K. M. Better stories and better constructs: the case for rigor and comparative logic. Academy of Management Review, NewYork, v.16, n. 3, 620-627, 1991.

EISENHARDT, K. M. Building theories from case study research. Academy of Management Review, NewYork, v. 14, n. 4, p. 532-550, 1989.

FALASTER, C.; FERREIRA, M. P.; CANELA, R. Motivos de rejeição dos artigos nos periódicos de administração. Organizações e Sociedade, Salvador, v. 23, n. 77, jun. 2016.

FERREIRA, M. P.; FALASTER, C. Uma Análise Comparativa dos Fatores de Rejeição nos Periódicos de Diferentes Estratos de Administração. Revista de Administração Contemporânea, Maringá, v. 20, n. 4, p. 412-433, ago. 2016.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. São Paulo: Artmed, 2009.

FORD, E. W. et al. A pesquisa que faz diferença. Revista de Administração de Empresas, Rio de Janeiro, v. 43, n. 04, out./dez., 2003.

FRASER, M. T. D.; GONDIM, S. M. G. Da fala do outro ao texto negociado: discussões sobre a entrevista na pesquisa qualitativa. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 14, n. 28, p. 139-152, 2004.

GODOY, A. S. Estudo de caso qualitativo. In: GODOI, C. K.; BANDEIRA-DE-MELLO, R; SILVA, A. (org.). Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais: paradigmas, estratégias e métodos. São Paulo: Saraiva, 2006. p. 115-146.

GODOY, A. S. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 2, mar./abr. 1995.

GUERRA, M.; GOMES, A. de O.; SILVA FILHO, A. I. da. Case study in public administration: a critical review of Brazilian scientific production. Revista de Administração Contemporânea, Maringá, v. 19, n. 2, p. 270-289, 2015.

HAIR JR, J.F. et al. Fundamentos de Métodos de Pesquisa em Administração. Porto Alegre: Bookman, 2005.

LANKA, E. et al. Why we need qualitative research in management studies. Revista de Administração Contemporânea, Maringá, v. 25, n. 2, p. 1-7, 2021.

LAZZARINI, S. Pesquisa em Administração: em busca de impacto social e outros impactos. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 57, n. 6, nov./dez. 2017.

MACHADO-DA-SILVA, C.; CUNHA, V. C.; AMBONI, N. Organizações: o estado da arte da produção acadêmica no Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO,14.,1990, Belo Horizonte. Anais [...]. Belo Horizonte: ANPAD, 1990.

MARX, R.; SOARES, J. P. R. F.; BARROS, L. Organizational context variables to be considered in the reward system design oriented to product innovation. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, v. 18, n. 60, p. 267-289, 2016.

MILES, M. B.; HUBERMAN, A. M.; SALDAÑA, J. Qualitative data analysis: a methods sourcebook. 3rd. Thousand Oaks: Sage Publications, 2014.

MOZZATO, A. R.; GRZYBOVSKI, D. Análise de conteúdo como técnica de análise de dados qualitativos no campo da administração: potencial e desafios. Revista de Administração Contemporânea, Maringá, v. 15, n. 4, p. 731-747, 2011.

OLIVEIRA, F. B. de et al. Leaderships in urban contexts of diversity and innovation: The Porto Maravilha case. Brazilian Administration Review, Maringá, v. 12, n. 3, p. 268-287, set. 2015.

PETRINI, M.; POZZEBON, M. Usando Grounded theory na construção de modelos teóricos. Gestão & Planejamento-G&P, Salvador, v. 10, n. 1, 2009.

PINTO, M. de R.; FREITAS, R. C. de; MENDES, C. A. F. Grounded theory in management studies in Brazil: among the plurality of strands, improper uses and mistaken understanding? Revista Gestão & Tecnologia, Pedro Leopoldo, v. 16, n. 1, p. 33-54, 2016.

RAUSP MANAGEMENT JOURNAL, São Paulo: USP, 1947-. ISSN 2531-0488 Disponível em: http://rausp.usp.br/about-rausp/. Acesso em: 21 set. 2020.

REVISTA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Rio de Janeiro: FGV, 1967- ISSN 1982-3134. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rap. Acesso em: 21 set. 2020.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

ROSSONI, L.; SILVA, A. J. H. da; FERREIRA JÚNIOR, I. Aspectos estruturais da cooperação entre pesquisadores no campo de administração pública e gestão social: análise das redes entre instituições no Brasil. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 42, n. 6, p. 1041-1067, 2008.

SACCOL, A. Z. Um retorno ao básico: compreendendo os paradigmas de pesquisa e sua aplicação na pesquisa em administração. Revista de Administração da UFSM, Santa Maria, v. 2, n. 2, p. 250-269, 2009.

SAES, M. S. M; MELLO, A. M.; GUIMARÃES, L. V. S. Revistas brasileiras em administração: relevância para quem. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 57, n. 5, set./out. 2017.

SALTORATO, P.; BENATTI, G. The organizational restructuring performative act under shareholder value management ideology. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, v. 19, n. 64, p. 263-288, 2017.

SAUNDERS, M. N.; LEWIS, P.; THORNHILL, A. Research methods for business students. 8. ed. New York: Pearson, 2019.

SCUR, G.; HEINZ, G. A dimensão ambiental no contexto da estratégia de operações de montadoras do ABC paulista. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, v. 18, n. 60, p. 290-304, 2016.

SILVA, L. F.; RUSSO, R. F. S. M.; OLIVEIRA, P. S. G. Quantitativa ou qualitativa? um alinhamento entre pesquisa, pesquisador e achados em pesquisas sociais. Pretexto, Belo Horizonte, v. 19, n. 04, out./dez. 2018.

VERGARA, S. C.; CARVALHO JR., D. S. Nacionalidade dos autores referenciados na literatura brasileira sobre organizações. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 19., 1995, João Pessoa. Anais [...]. Maringá ANPAD, 1995.

YIN, R. K. Case study research: design and methods. Londres: Sage Publications, 1994.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 5.ed. Porto Alegre: Bookman, 2015.

YIN, R. K. Pesquisa qualitativa do início ao fim. Porto Alegre: Penso, 2016.

Downloads

Publicado

2021-06-22

Edição

Seção

Artigos Científicos