Ayurveda como racionalidade médica: as seis dimensões que embasam a sua prática terapêutica

Autores

  • Fátima Carine Birck Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Madel Terezinha Luz

DOI:

https://doi.org/10.19177/cntc.v9e17202043-51

Palavras-chave:

Ayurveda, racionalidades médicas, cuidado, vitalismo.

Resumo

Este artigo visa analisar as práticas de cuidado do Ayurveda através do conceito de “racionalidades médicas” elaborado por Luz1 (2012) em sua pesquisa denominada “Racionalidades Médicas e Práticas de Saúde” junto ao Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, um projeto “pioneiro em pesquisas sobre medicinas não convencionais”5, que a autora considerou como um “estudo teórico sócio-histórico comparativo de cinco sistemas médicos complexos” 10. O Ayurveda, a “ciência da vida” ou “sabedoria da vida”, é um sistema de medicina e filosofia tradicional originado na Índia há mais de cinco mil anos. Está inserido na categoria de racionalidades médicas por ser, naturalmente, um sistema médico completo, complexo e vitalista. As cinco dimensões de doutrina médica, morfologia, dinâmica vital, sistema de diagnóstico e sistema terapêutico são embasadas pela sua cosmologia. A compreensão da sua cosmologia de que homem e natureza estão interligados, leva a um entendimento de que a doença é resultado da ruptura de um equilíbrio interno e externo. Para o terapeuta indicar e aplicar qualquer uma das práticas do sistema terapêutico, precisa compreender profundamente todas as outras dimensões. Não é possível, portanto, fazer uso de suas práticas de forma fragmentada, ou olhar para o sujeito humano de forma fragmentada.

Biografia do Autor

Fátima Carine Birck, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Graduação em Ciências Econômicas pela Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC.

Terapeuta Ayurvédica com especializações no Brasil e na Índia.

Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS.

Downloads

Publicado

2021-03-23

Edição

Seção

Artigos de revisão