OS PRIMEIROS REGISTROS DO USO DE ÁGUAS TERMAIS E A FORMAÇÃO DAS ESTÂNCIAS HIDROMINERAIS NO BRASIL

Autores

  • Amanda Cristina Franco

DOI:

https://doi.org/10.19177/cntc.v3e5201429-40

Palavras-chave:

Termalismo no Brasil, História, Turismo

Resumo

Trabalho aborda os primeiros registros do uso de águas termais para finalidade terapêutica, o prestígio e a consolidação da prática do termalismo como tratamento medicinal e investiga a forma como a disseminação dessas práticas impulsionaram o desenvolvimento do turismo e a formação das estâncias hidrominerais no Brasil a partir do final do século XIX, explorando, sobretudo a relação entre o traçado urbano e a funções terapêuticas e turísticas dessas cidades.

Biografia do Autor

Amanda Cristina Franco

Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela USP, onde pesquisou o desenvolvimento das estâncias hidrominerais em São Paulo. Foi professora do curso de arquitetura e urbanismo da FMU e arquiteta na Prefeitura Municipal de São Paulo.

Downloads

Publicado

2014-12-01

Edição

Seção

Artigos originais