DE NÚCLEOS DE CURA A DESTINOS TURÍSTICOS: A ORIGEM DO TERMALISMO E O DESENVOLVIMENTO DAS ESTÂNCIAS HIDROMINERAIS NA EUROPA

Autores

  • Amanda Cristina Franco

DOI:

https://doi.org/10.19177/cntc.v3e5201417-28

Palavras-chave:

Termalismo, História, Turismo.

Resumo

O trabalho explora as origens do termalismo no ocidente, abordando os primeiros registros de uso de águas termais com finalidade terapêutica e o desenvolvimento e dessa prática no campo da medicina. Investiga a relação entre o termalismo e o desenvolvimento do turismo ao longo do século XIX, identificando a infraestrutura e a organização espacial específica que se consolidou nas estâncias europeias desse período e que, posteriormente, influenciariam decisivamente na organização das estâncias brasileiras.

Biografia do Autor

Amanda Cristina Franco

Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela USP, onde pesquisou o desenvolvimento das estâncias hidrominerais em São Paulo. Foi professora do curso de arquitetura e urbanismo da FMU e arquiteta na Prefeitura Municipal de São Paulo.

Downloads

Publicado

2014-12-01

Edição

Seção

Artigos originais