Terapia expressiva: veículo de cuidado integral num hospital universitário

Autores

  • Denise Vianna médica do Ministério da Saúde, cedida à Universidade Federal Fluminense, lotada no Departamento de Saúde e Sociedade.
  • Anna Alice Mendes professora associada da Universidade Federal Fluminense, Departamento de Saúde e Sociedade
  • Lenita Lorena Claro professora associada do Departamento de Saúde e Sociedade - Universidade Federal Fluminense.
  • Andréa Neiva da Silva professora adjunta do Departamento de Saúde e Sociedade - Universidade Federal Fluminense.
  • Diego Alonso Bucci Universidade Federal Fluminense
  • Vanessa Stelet Rocha Universidade Federal Fluminense
  • Paula Trovão de Sá Universidade Federal Fluminense
  • Jéssica Seidl Pincer Universidade Federal Fluminense
  • Ivana Fortunato de Barros Universidade Federal Fluminense
  • Phillipe Rocha Silva Universidade Federal Fluminense
  • Felipe Ferreira de Almeida Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.19177/cntc.v1e12012101-106

Palavras-chave:

Terapia Expressiva, Arteterapia, Terapias complementares, Câncer, Cuidado Integral

Resumo

Caracterizamos a Terapia Expressiva como um veículo para o Cuidado Integral, e relatamos a experiência do Programa de Terapia Expressiva no Hospital Universitário Antonio Pedro (HUAP), da Universidade Federal Fluminense (UFF). Contribuir para a humanização e integralidade do cuidado; desenvolver o Cuidado de Si entre profissionais de saúde; aprimorar a qualidade do cuidado aos usuários, remodelando o conceito de doença; contribuir para a formação em saúde e cultura na UFF; produzir evidências sobre a eficácia da Terapia Expressiva. O Programa inclui diversas ações: Curso de Extensão “Cuidar de si com Arte” para profissionais de saúde; “Infusão de Vida” – sessões coletivas de Terapia Expressiva durante a quimioterapia, no Núcleo de Atenção Oncológica (NAO); “Tempo de Espera” – intervenções na sala de espera do mesmo serviço, para pacientes, familiares e cuidadores; “O HUAP vai dançar” – rodas semanais abertas de Danças Circulares no saguão do hospital; “Pra todo mundo se ver” – produção de vídeos e documentários para divulgação do programa; encontros anuais para troca de experiências. Conta com uma equipe interdisciplinar: docentes, alunos de diversos cursos e terapeutas voluntários, sob a liderança da idealizadora – médica, artista plástica e professora de Terapia Expressiva. Integra ensino, pesquisa e assistência, sob uma ética da compaixão e emancipatória. Com um ano e meio de duração, o programa atingiu resultados acima das expectativas: grande aceitação por parte de pacientes e staff, que referem mudança na qualidade do cuidado. Resultados das pesquisas serão brevemente publicados. Há perspectivas de ampliação para outros serviços.

Biografia do Autor

Denise Vianna, médica do Ministério da Saúde, cedida à Universidade Federal Fluminense, lotada no Departamento de Saúde e Sociedade.

Médica formada pela Universidade Federal Fluminense, 1977.

Residência Médica em Hematologia, 1979.

Especialista em Homeopatia, Arteterapia, Arte e Filosofia.

Mestranda em Saúde Coletiva na UFF.

Anna Alice Mendes, professora associada da Universidade Federal Fluminense, Departamento de Saúde e Sociedade

Médica formada pela UFF, residência em clínica médica pela UFF, especialista em homeopatia, arteterapia, mestrado e doutorado em saúde coletiva pelo Instituto de Medicina Social da UERJ.

Lenita Lorena Claro, professora associada do Departamento de Saúde e Sociedade - Universidade Federal Fluminense.

graduação em medicina pela UFF, residência em medicina preventiva e social na UERJ, especialização em arteterapia, mestrado  e doutorado em saúde pública pela ENSP.

Andréa Neiva da Silva, professora adjunta do Departamento de Saúde e Sociedade - Universidade Federal Fluminense.

Graduação em Odontologia, mestrado e doutorado em Saúde Pública pela ENSP.

Diego Alonso Bucci, Universidade Federal Fluminense

Aluno de graduação em medicina na UFF, bolsista de extensão do Programa Terapia Expressiva como veículo de cuidado integral no HUAP.

Vanessa Stelet Rocha, Universidade Federal Fluminense

Aluna de graduação em medicina na UFF, bolsista de extensão do Programa Terapia Expressiva como veículo de cuidado integral no HUAP.

Paula Trovão de Sá, Universidade Federal Fluminense

Aluna de graduação em medicina na UFF, bolsista de extensão do Programa Terapia Expressiva como veículo de cuidado integral no HUAP.

Jéssica Seidl Pincer, Universidade Federal Fluminense

Aluna de graduação em psicologia na UFF, bolsista de extensão do Programa Terapia Expressiva como veículo de cuidado integral no HUAP.

Ivana Fortunato de Barros, Universidade Federal Fluminense

Aluna de graduação em psicologia na UFF, bolsista de extensão do Programa Terapia Expressiva como veículo de cuidado integral no HUAP.

Phillipe Rocha Silva, Universidade Federal Fluminense

Aluno de graduação em psicologia na UFF, bolsista de extensão do Programa Terapia Expressiva como veículo de cuidado integral no HUAP.

Downloads

Publicado

2012-12-01

Edição

Seção

Relato de experiência e caso clínico